publicidade

Pesquisar

Mulheres em tratamento do câncer dispõem de embarque gratuito no transporte coletivo

São 30 passagens mensais que garantem o deslocamento para o tratamento médico
Mulheres em tratamento do câncer dispõem de embarque gratuito no transporte coletivo
São 30 passagens mensais que garantem o deslocamento para o tratamento médico. Foto: Joyce Juliana/Ascom SMTT
O mês de Outubro é marcado por ações de conscientização à sociedade sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama em mulheres e recentemente também de colo do útero. Sabendo da importância da rede de apoio necessária durante o tratamento, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Maceió garante passagens gratuitas no transporte coletivo para a realização dos procedimentos.

Atualmente, 500 mulheres em tratamento do câncer possuem o Cartão Vamu Especial, que garante o direito de 30 embarques mensais gratuitos nos ônibus de Maceió, assegurado pela Lei 6.370, sancionada em 17 de março de 2015. Com o objetivo de permitir o deslocamento às consultas, exames e demais parâmetros médicos para pacientes com qualquer tipo de câncer.

A mãe de Ana Maria foi diagnosticada com câncer de mama. Por acompanhar a mãe durante todo o processo, ela conta que a utilidade do benefício que garantiu o deslocamento nas inúmeras idas ao hospital, principalmente durante as sessões de quimioterapia.

“As passagens gratuitas ajudaram muito durante o tratamento. Nós íamos duas vezes por semana e se não houvesse o cartão seria muito difícil. Essa lei ajuda bastante as pessoas que não possuem condições financeiras”, revela.

O superintendente municipal de Transportes e Trânsito, André Costa, destaca a atuação da autarquia municipal em mais um compromisso com a população garantindo o deslocamento de graça.

“Além de ser um direito dessas mulheres, é um compromisso da SMTT junto à Prefeitura de Maceió em contribuir na luta contra o câncer, assegurando o cumprimento da lei em garantir transporte gratuito e de qualidade, para a realização do tratamento”, ressalta o titular da pasta.

A coordenadora da Divisão de Cadastros da SMTT, Michelly Amâncio, explicou que assim que descobrem a doença, as pacientes são orientadas pelas assistentes sociais dos órgãos de saúde a procurarem a SMTT, para garantir o acesso aos embarques.

“Se a quantidade ofertada não for suficiente, elas podem trazer declarações que comprovem a necessidade de aumento dos créditos e nós acrescentamos”, frisa.

Michelly Amâncio explicou os procedimentos para solicitar mais embarques. Foto: Joyce Juliana/Ascom SMTT
Michelly Amâncio explicou os procedimentos para solicitar mais embarques. Foto: Joyce Juliana/Ascom SMTT

Para realizar o cadastro e ter acesso ao benefício é preciso agendar o atendimento no site https://www.online.maceio.al.gov.br/5/agendamento/ e comparecer, na data programada, e apresentar as seguintes documentações:

Original e cópia do RG e CPF.

RG e CPF, original e cópia dos responsáveis (quando usuário for menor de idade).

Duas Fotos 3×4, coloridas e atualizadas.

Certidão de nascimento (usuário for menor de idade e que não possui RG).

Comprovante de residência atualizado, no nome da solicitante ou de uma das pessoas que reside com o mesmo, com validade de três meses (energia, água, fatura ou carta registrada).

Comprovante de renda familiar atualizado com validade de três meses, como o extrato detalhado do banco ou INSS, da aposentadoria, benefício, pensão ou contracheque.

(Caso não possua renda, apresentar a carteira de trabalho e cópias das páginas de identificação e de contrato de trabalho e original e cópia do nada consta do INSS.

Atestado médico, original, fornecido pela SMTT (https://noi.maceio.br/smttonline/Relatorios/NEOPLASIA-MALIGNA.pdf) ou emitido pelo médico da rede pública que acompanha o usuário, com validade de 2 meses, assinado e carimbado pelo médico, contendo as seguintes informações: diagnóstico, CID-10 do prognóstico, periodicidade mensal no tratamento da patologia do examinado, se o examinado está incapacitado para o transporte e se o examinado necessita de acompanhante.

Receita médica com prazo de validade de 3 meses, assinada e carimbada pelo médico (caso faça uso de medicamentos).

Exames complementares com prazo de validade de 1 ano.

Comprovante de inscrição no CadÚnico – Programas Sociais, com número do NIS do usuário do cartão.

O cartão com as passagens é entregue, em até 45 dias após a solicitação e a usuária já pode embarcar no coletivo assim que recebê-lo. Após um ano de uso, caso a mulher ainda continue em tratamento, é necessário retornar ao órgão para renovar o cartão.

Cartão Vamu na modalidade Especial, que garante o embarque gratuito nos coletivos. Foto: Evinho Silva/Ascom SMTT
Cartão Vamu na modalidade Especial, que garante o embarque gratuito nos coletivos. Foto: Evinho Silva/Ascom SMTT

VEJA TAMBÉM