publicidade

Pesquisar

Terapias pelo SUS garantem qualidade de vida a criança com paralisia cerebral

Lorena Farias, 6 anos, tem deficiências motoras e é beneficiada com atendimentos de fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional
Terapias pelo SUS garantem qualidade de vida a criança com paralisia cerebral
Usuária recebe atendimento em um dos sete CERs de Maceió. Foto: Arquivo Pessoal
A Secretaria de Saúde de Maceió (SMS) participa ativamente do processo de evolução dos usuários do SUS, portadores de necessidades especiais que residem na capital. Para dar assistência a esse público, a Coordenação Geral de Atenção às Pessoas com Deficiência (CGAPD) desenvolve ações e disponibiliza serviços que contribuem decisivamente na melhora da saúde e qualidade de vida dos maceioenses.

Exemplo de superação em muitos aspectos, Lorena Farias, de 6 anos, é uma das usuárias que recebem os cuidados em saúde ofertados pelo município. A pequena foi diagnosticada com uma cardiopatia rara que não possuía cirurgia para correção, sendo a única alternativa um transplante de coração.

Durante o período de espera pelo procedimento, Lorena teve sete paradas cardíacas e uma paralisia cerebral que afetou a parte motora de seu cérebro. Desde a realização do transplante, a criança tem recebido total assistência da Saúde de Maceió para melhora de sua qualidade de vida.

O atendimento destinado à Lorena é realizado na Associação dos Amigos e Pais de Pessoas Especiais (AAPPE) e inclui terapias com fonoaudióloga, terapeuta ocupacional e fisioterapeuta. Além disso, a pequena também recebe acompanhamento em suas necessidades relacionadas à órtese e prótese.

Larissa Farias, mãe de Lorena, conta, agradecida, sobre como as terapias têm atuado na melhora de sua filha.

“Depois que Lorena iniciou nas terapias temos observado inúmeros ganhos. O controle do tronco melhorou muito; a força nas pernas também. O cognitivo vem evoluindo consideravelmente e, hoje, ela já entende e fala praticamente tudo. Evoluções que só foram possíveis devido às intervenções terapêuticas que fazemos com ela”, enfatizou a mamãe de Lorena.

A mãe conta, ainda, que, além das terapias que a filha realiza, a família também desfruta de outros benefícios ofertados pelo SUS que auxiliam de forma importante na evolução da filha.

“São muitas vantagens ofertadas pelo SUS às pessoas com deficiência. Por meio do acompanhamento na AAPPE, também conseguimos a dispensação da órtese de Lorena que traz uma melhor condição motora pra que ela desenvolva suas atividades diárias. O atendimento no local nos deu direito, ainda, ao recebimento da cadeira para banho de nossa pequena, o que facilitou demais nossa rotina”, pontuou.

Assistência às pessoas com necessidades especiais

Assim como Lorena, muitos outros maceioenses dispõem dos serviços de reabilitação da saúde ofertados por Maceió. Para atender o público, a cidade dispõe de seis Centros Especializados em Reabilitação (CER) contratualizados com o município e um CER sob total responsabilidade de Maceió, que funciona no Pam Salgadinho, Poço.

Nos locais, o usuário é atendido de forma multiprofissional por especialidades como neurologista, psiquiatra, fisiatra, ortopedista, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, psicólogos, fisioterapeutas, dentre outros que trabalham para reabilitação de duas ou mais modalidades, tais como a física, intelectual, auditiva e visual, a depender da complexidade do caso.

Além disso, o município também conta com cinco pontos de atenção que trabalham apenas uma modalidade de reabilitação.

A coordenadora da CGAPD fala sobre o impacto dos serviços na vida das pessoas com deficiência.

“Nosso trabalho prioriza reabilitar as pessoas com deficiência em sua máxima capacidade. Não medimos esforços para atender o público com a maior qualidade possível e temos visto muitos resultados decorrentes do esforço tanto dos profissionais como dos usuários. É uma via de mão dupla que devolve saúde e autonomia para todos aqueles que recebem a assistência adequada”, enfatizou Suzana.

Dentro da assistência a pessoas com deficiência, Maceió também atua no fornecimento e manutenção de Órtese e Prótese e na distribuição de protetor solar para pessoas com albinismo.

VEJA TAMBÉM