publicidade

Pesquisar

Mutirão combate focos do Aedes aegypti em borracharias de Maceió

Pneus não utilizados foram recolhidos para descarte adequado
Mutirão combate focos do Aedes aegypti em borracharias de Maceió
Campanha recolhe pneus inservíveis para evitar foco do Aedes aegypti. Foto: Victor Vercant/Secom Maceió
Na manhã desta terça-feira (16), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realizou mais uma edição da campanha Maceió Unida Contra a Dengue. A iniciativa orienta trabalhadores de borracharias de diversos bairros da capital, de modo a prevenir e combater possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypticausador da dengue, chikungunya e zika vírus. A ação contou com orientações, panfletagem e recolhimentos de pneus para o descarte adequado.

Por meio da Gerência de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos (GDTVAP) e com  o apoio da Vigilância Sanitária de Maceió (Visa), as equipes da SMS evidenciaram a importância do armazenamento e do recolhimento regular dos pneus nas borracharias.

Ação visa diminuir criadouros do Aedes aegypti. Foto: Victor Vercant/Secom Maceió
Ação visa diminuir criadouros do Aedes aegypti. Foto: Victor Vercant/Secom Maceió

A gerente de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos da SMS, Carmem Samico, esteve em um dos locais do mutirão e explicou que a ação faz parte de uma logística reversa, na coleta de pneus e na orientação para estabelecimentos que possivelmente podem promover criadouros de mosquitos Aedes aegypti. “Quem trabalha com a venda de pneus deve fazer o descarte correto, mas isso pouco acontece e, sendo assim, se faz necessário essa ação, para mobilizar esses estabelecimentos”, ressaltou.

A gerente destacou, ainda, que 2023 é o ano da segunda ação da campanha. “Estamos com uma redução de números de casos de arboviroses em Maceió, no entanto, não podemos cessar o combate, pois a dengue é uma doença cíclica e os surtos podem acontecer repentinamente, pois depende muito do clima e comportamentos de criadouros indesejáveis do mosquito”, completou.

O chefe especial da Vigilância Sanitária, Airton Santos, participou da ação em um dos locais e reafirmou o compromisso com a saúde pública, referente ao  recolhimento de pneus descartados indevidamente. “Estaremos atentos ainda em fiscalizar e fazer o recolhimento desses pneus abandonados e sem uso em vias públicas com histórico de acúmulo de pneu, para evitar que continuem a oferecer risco à saúde da população”, frisou.

Equipe destaca importância de combater a dengue. Foto: Victor Vercant/Secom Maceió
Equipe destaca importância de combater a dengue. Foto: Victor Vercant/Secom Maceió

Parcerias institucionais

O mutirão tem cunho educativo e contou com a parceria das secretarias municipais de Segurança Cidadã (Semsc), de Trabalho, Emprego e Economia Solidária (Semtes) e da Autarquia Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Alurb).

Com cinco pontos de encontro de fiscalização, a atividade passou pela Praça da Faculdade (Prado), onde os agentes orientaram os estabelecimentos do local. Bairros como Poço, Vergel do Lago, Clima Bom (Osman Loureiro) e Benedito Bentes também receberam a visita das ações educativas.

Na ocasião, os representantes dos estabelecimentos receberam panfletos sobre as arboviroses e métodos de  combate. Os profissionais reforçaram sobre o descarte de pneus e orientaram o compromisso da saúde pública, com a necessidade de diminuir risco evitando criadouros do mosquito nos estabelecimentos.

A ação contou, ainda, com uma caminhão para recolher materiais descartados das borracharias, sendo reforçado junto aos estabelecimentos, que os pneus não utilizados devem ser encaminhados para o local correto de descarte, que fica no bairro Petrópolis, conforme as normas ambientais.

O coordenador de Endemias da SMS, Daniel Tomás, enfatizou a necessidade da ação e de conscientização dos estabelecimentos com a ação preventiva. “Com o intuito de atingir e conscientizar os proprietários das borracharias, pretendemos colaborar para a saúde pública, de modo a diminuir a proliferação do mosquito  Aedes aegyptievitando criadouros e orientando onde descartar e pneus adequadamente. Informando onde descartar e como armazenar os pneus não utilizados”, pontuou.

VEJA TAMBÉM