publicidade

Pesquisar

Em debate, Rodrigo mostra que está preparado para governar Alagoas e combater a corrupção no estado

No debate entre os candidatos a governador de Alagoas realizado pela TV Gazeta, nesta quinta-feira, 27, o senador Rodrigo Cunha (União Brasil) mostrou que está preparado para comandar o estado com propostas que garantirão melhor qualidade de vida, mais empregos e, sobretudo, lisura e transparência nos cofres públicos. “Não envergonharei Alagoas e estou pronto para cuidar do nosso povo, combater a miséria e honrar o voto de cada alagoano, de cada alagoana”, destacou Rodrigo.

Rodrigo enfatizou entre suas propostas, o Auxílio Alagoas e a redução na tarifa de água, e acuou o adversário, Paulo Dantas, sobre o tema corrupção e a investigação que o governador-tampão, que já foi afastado do cargo pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), a pedido do Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal, responde sob a acusação de contratar servidores fantasmas na assembleia Legislativa de Alagoas e surrupiar R$ 54 milhões do dinheiro público do estado.

Paulo Dantas manteve a narrativa de que seu retorno ao cargo, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o “inocentou”, mas foi desmentido por Rodrigo. “Paulo Dantas continua investigado, acusado de liderar uma quadrilha que levou sorrateiramente R$ 54 milhões dos cofres públicos do estado”, afirmou Cunha, explicando que o STF foi favorável ao governador retomar o mandato e não a tirá-lo das investigações. “Paulo Dantas, você continua acusado, investigado, e não consegue explicar como comprou de uma só vez 25 apartamentos”, disse o candidato do União Brasil.

“Seu segurança foi flagrado fazendo saques suspeitos numa agência bancária, e um militar flagrado fugindo com uma mala de dinheiro dois dias antes da eleição do primeiro turno, em vez de repreendê-lo, de investigar porque ele fugiu arrastando uma mala, você o promove para comandar a segurança no dia da votação do segundo turno, em municípios do Sertão; o dono da construtora que lhe vendeu os 25 apartamentos já lhe entregou ao MPF, Paulo, você não tem nenhuma condição de governar Alagoas, de governar os alagoanos e alagoanas”, afirmou Cunha.

O debate foi mediado pelo jornalista Amorim Neto e o último desse segundo turno da eleição ao governo de Alagoas.

Ascom Alagoas Merece Mais

VEJA TAMBÉM