publicidade

Pesquisar

Vídeo: em Arapiraca, monumento contra o desvio de R$ 54 milhões volta a ser depredado por apoiadores de Paulo Dantas

 

As cenas de vandalismo voltaram a se repetir na manhã desta sexta-feira (21), só que agora no Centro de Arapiraca. Uma intervenção artística intitulada Monumento à Corrupção, que hoje foi instalada na capital do Agreste alagoano, foi novamente destruída por apoiadores do candidato Paulo Dantas (MDB).

 

O monumento tinha o formato de torre de dinheiro formado por notas de R$ 100 reais, que simbolizavam os R$ 54 milhões supostamente desviado por Paulo Dantas no esquema revelado pela Polícia Federal com a Operação Edema. O Operação da PF resultou no afastamento de Dantas do cargo.

 

Na quinta-feira (20), o monumento havia sido colocado no calçadão da Rua do Comércio em Maceió e também foi rapidamente vandalizado por integrantes da Força Sindical e do comitê do candidato Paulo Dantas (MDB).

 

Segundo a Polícia Federal, Paulo Dantas empregou 93 servidores fantasmas na Assembleia de Alagoas com salários de até 21 mil reais. Os salários deles eram sacados por assessores de Paulo, que davam em média 300 reais a cada fantasma e entregavam a Paulo Dantas mais de 19 mil reais por fantasma contratado.

VEJA TAMBÉM