publicidade

Pesquisar

Centro de Referência de Saúde do Trabalhador elabora plano para bem-estar dos agentes de endemias

Propostas foram formuladas pelos profissionais que compõe a equipe multidisciplinar do centro
Centro de Referência de Saúde do Trabalhador elabora plano para bem-estar dos agentes de endemias
Servidores vão ter a possibilidade de participar de ações que abrangem diferentes áreas da saúde. Foto: Ascom SMS
O Centro de Referência de Saúde do Trabalhador (Cerest) realizou, na última segunda-feira (25), uma reunião com os agentes de combate às endemias da Secretaria de Saúde de Maceió (SMS).

A atividade, que visa o aprimoramento da saúde e da qualidade de vida dos servidores, foi mediada por profissionais da equipe multidisciplinar do setor e ocorreu no auditório da Diretoria de Vigilância em Saúde, no Jaraguá.

A técnica da área da Psicologia do Cerest, Analinne Maia, falou sobre a importância desse trabalho multidisciplinar. “Os questionários aplicados apresentaram dados importantes sobre a saúde dos servidores, especificamente sobre a saúde mental, hábitos alimentares, presença de lesões por esforços repetitivos (LER) e doenças osteomusculares (DORT), intoxicações exógenas e câncer relacionado ao trabalho”, contou.

Ficaram definidos, entre os encaminhamentos, que a área técnica da Nutrição vai realizar um desafio da alimentação saudável, composto por três encontros em grupo com o objetivo de melhorar a alimentação e viabilizar a perda de peso.

Já a área da saúde vocal fará três oficinas em grupo com treinamentos de aquecimento e desaquecimento vocal, técnicas de respiração e relaxamento a fim de prevenir o adoecimento da voz, voltados para os agentes de endemias.

Já nas competências relacionadas à saúde mental será realizado um encontro em grupo para psicoeducação sobre saúde mental e trabalho. Além disso, de acordo com as respostas do questionário será realizado um convite para acolhimento individual no Cerest com a psicóloga.

A fisioterapeuta fará três atividades em grupo, com foco em educação postural e prevenção de lesões, com orientações sobre ergonomia.

Já a área médica tratará questões relacionadas ao câncer e intoxicação exógena, em um treinamento em grupo trabalhando o uso adequado de EPI’s. De acordo com as respostas do questionário será realizado um convite para acolhimento individual no Cerest com a médica do trabalho.

Todos os agentes de combate às endemias vão poder ter acesso às atividades promovidas pelo Cerest.

Estavam presentes na ação Ana Paula Cavalcante, médica do trabalho; Analinne Maia, psicóloga; Francimar Gadelha, fonoaudióloga, Nathânia Carla, fisioterapeuta e Taciana Gissely, nutricionista e cada profissional fez uma explanação dos resultados registrados em pesquisa aplicada pelo órgão e ao fim foi apresentada as propostas de intervenção para cada área.

VEJA TAMBÉM