publicidade

Pesquisar

São José da Laje assiste os desabrigados com condições dignas e atendimento nutricional monitorado

Com a tragédia natural ocorrida no sábado, dia 02/07, a partir do transbordamento do Rio Canhoto no município de São José da Laje/ AL, famílias ficaram desabrigadas, sendo, imediatamente, dadas as providências para o atendimento, por meio de atendimento de saúde, assistência social, além de ações de atendimento nutricional para atendimento às vítimas da enchente, noticiada nacional e internacionalmente, que acometeu mais de 50 municípios alagoanos.

Com o Decreto de Emergência publicado, em 03/07/2022, a Prefeita de São José da Laje tem mobilizado as suas equipes de trabalho, bem como tem buscado parcerias com instituições públicas e privadas, bem como a partir de pontos de doação de agentes sociais diversificados.

Com base no atendimento aos desabrigados dessa tragédia, 4 escolas da rede municipal têm atendido diretamente a essas famílias, que conta com jovens, adultos, idosos e crianças. Além de atendimento individualizado para atendimento das necessidades básicas, incluindo aquelas ligadas aos processos de saúde, tem-se empreendido ações para a garantia da acomodação adequada dessas pessoas nesses espaços. Colchões, além de peças ligadas a higiene pessoal, têm sido garantidos. No tocante à alimentação, desde o dia 30/06/2022 que a Rede Municipal, com base no seu recesso escolar, que se estende até o dia 15/07, tem disponibilizado alimentação a essas pessoas, uma vez que, com base no acometimento das vítimas, grande parte delas é composta, inclusive, por estudantes da Rede Municipal de Ensino.

A garantia de uma alimentação diversificada, com atendimento nutricional sugerido e monitorado por duas nutricionistas da Secretaria da Educação, as 06 refeições diárias compreendem: desjejum, lanche matutino, almoço, lanche vespertino, jantar e ceia.

Além de alimentos presentes no dia a dia do prato do brasileiro, têm sido disponibilizados itens voltados a lanches, além de, em grande parte, alimentos oriundos de Programas ligados à Alimentação Familiar, a fim de garantir uma maior diversidade possível. O município tem investido, com recursos próprios também para garantir grande parte dessa alimentação, uma vez que, nesses 15 dias de intervalo entre as aulas, alguns alimentos, a partir de endosso do Conselho de Alimentação Escolar (CAE), têm sido utilizados para viabilizar a alimentação dessas pessoas nesse momento de extrema emergência, somados à aquisição de itens com recursos próprios. Doações também têm contribuído para a garantia da maior diversidade alimentar possível. Segundo a prefeita Angela Vanessa, “não temos medido esforços para garantir as condições dignas de atendimento a cada uma das vítimas, que se dá por meio da assistência dadas por uma equipe multidisciplinar e por meio de uma alimentação diversificada nutricionalmente para atendimento de cada faixa etária de pessoas acometidas pela tragédia. Isso faz parte do compromisso de nossa gestão”, conclui a prefeita.

Por Secom
São José da Laje/AL

VEJA TAMBÉM